A carregar Eventos

« Todos os Eventos

Jantar Vínico – Maçanita Douro

Julho 11 @ 7:00 pm 11:00 pm

A adega Maçanita situada na margem direita do rio douro, no coração do Douro, a 20 min do Pinhão na sub-região do Cima Corgo.

Uma adega estilo “boutique winery”, que produz cerca de 80 000 garrafas ano, deste os vinhos tintos, vinhos brancos e rosés. Mais recentemente embarcou no mundo da produção dos vinhos do Porto que, por enquanto, são um segredo muito bem guardado.

 

Adega Maçanita Vinhos
Na adega Maçanita Vinhos, a enologia é pouco interventiva, procura-se levar o terroir do Douro até a garrafa. Apresentando um conjunto de vinhos muito diversificado a adega Maçanita, produz desde dos monovarietais, como o 100% Touriga Nacional Cima Corgo e o 100% Touriga Nacional Letra A, dois vinhos, a mesma casta em altitudes diferentes, passando pelos vinhos descolorados das multi-castas existentes nas vinhas velhas de altitude em granito, à Malvasia fina oxidativa do baixo corgo e ao 100% Arinto de extreme com a sua acidez pulsante. Cada um destes vinhos são o resultado de uma exploração irrequieta dos irmãos Maçanita, que parcela a parcela de vinha, procuram transmitir uma linguagem e personalidade distinta de cada canto da região do Douro.

Vinhas Maçanita Vinhos
Localizadas na região Douro, as vinhas da Maçanita Vinhos estão nas suas três sub-regiões. Cada uma destas sub-regiões é dotada de características muito próprias. Encontramos em todas, os solos xistosos bem como, os solos graníticos, consoante a altitude e a distância ao Rio Douro. As vinhas da Maçanita encontram-se a varias altitudes nas diferentes sub-regiões.

As vinhas do Baixo Corgo, são geralmente mais frescas, pois esta sub-região encontra-se mais perto da costa e com maior influência atlântica. As vinhas da Maçanita Vinhos no Baixo Corgo , encontram-se entre os 550 metros e os 700 metros de altitude em solos xistosos. As castas plantadas são, Viosinho, Gouveio, Malvasia Fina, Arinto e Folgasão. São vinhas que transmitem muita frescura e mineralidade dado a sua localização e altitude.

As vinhas do Cima Corgo, são mais temperadas, estão situadas no coração do Douro, onde a influencia atlântida é equilibrada com a influencia continental. Sendo Portugal um país com uma largura pequena, as influências laterias do atlântico e do continente fazem-se sentir com grande expressão em toda a região do Douro, fazendo as temperaturas subirem do baixo corgo até ao Douro Superior. No Cima Corgo as vinhas da Maçanita Vinhos estão instaladas a diferentes altitudes, e em diferentes tipos de solo.

A 550 metros de altitude encontram-se as vinhas do Sousão e da Touriga Nacional Cima Corgo, em solos de xisto amarelo virado ao rio douro, com temperaturas mais amenas, ainda mais reforçadas pela altitude. Daqui saem vinhos de grande elegância e equilíbrio, com fruta fresca e taninos bem macios.

Outra das vinhas da Maçanita Vinhos encontra-se a 50 metros de altitude em solos de xisto azul, temos a vinha de onde colhemos o Touriga Nacional Letra A.

Letra A é uma classificação que surgiu após a criação da Casa do Douro (aliança entre viticultores da região do Douro) em meados do século XX. Esta classificação tinha o intuito de identificar e premiar cada agricultor sobre as praticas do terreno e da viticultura. Outros aspectos tidos em conta são a localização das vinhas no mapa do Douro, a altitude, o tipo de solo, densidade de plantação, micro-clima, etc. As vinhas que reuniam os melhores parâmetros e que ditas de melhor desempenho para a produção de uvas para vinho do porto, eram premiadas com a classificação LETRA A. As vinhas que reuniam as condições menos vantajosas para a produção de vinho Porto tinha a classificação LETRA F.

Ainda no Cima Corgo a 550 metros de altitude, em zona de transição de xistos para granitos, encontram-se as vinhas velhas da Maçanita Vinhos (encepamento ancestral). Localizadas na zona menos nobre da classificação do Douro, Letra F, são as vinhas que mais impressionaram os irmãos Maçanita. Com uma história genética e social de cerca de 150 anos, produzem-se uvas com um carácter muito próprio, numa viticultura não interventiva, sem herbicidas e segundo as regras de produção integrada. A recuperação destas vinhas é dos grandes objetivos da Maçanita Vinhos, dar vida às vinhas ancestrais do douro Letra F.

O Douro Superior conhecido pela seu clima mais quente e continental é a sub-região do douro mais perto da fronteira com Espanha e portanto a sub-região com menor influencia atlântica. Na zona de Murça a 540 metros de altitude, em solos xistosos, no Douro superior, encontram-se as vinhas do vinho “Quanto mais Arinto mais Gosto de Ti”. Uma vinha que apesar de estar na sub-região mais quente do Douro, apresenta solos profundos, com acesso a água, em altitude, esta singularidade prova uma maturação mais tardia das uvas, com menor níveis de açúcar e consequentemente com elevada acidez e frescura.

 

No dia 11 de Julho vamos tentar responder à questão – O que são os “vinhos do Douro”? no Barrica by YoursPorto.

19h00 – Welcome Drink no Alibi

20h15 – Jantar no Barrica

+351915541027

View Organizador Website

Rua de São Miguel 25
Porto, Porto 4050-140 Portugal
00351917188402

+351915541027

View Organizador Website

Restaurant

07.00 pm – 11.45 pm

WineBar

11.00 am – 8.00 pm

CocktailsBar

04.00 pm – 11.45 pm

(Closed on sunday)